Ginecomastia

O procedimento



A Ginecomastia é o aumento anormal ou exagerado da mama masculina, causando desconforto e piora da qualidade de vida.

A causa da Ginecomastia podem ser o aumento da glândula mamária ou tecido adiposo. No adolescente o problema ocorre em torno dos 14 anos, tendendo a regredir até o início da vida adulta.

A Ginecomastia poderá afetar uma ou ambas as mamas.

Após descartar as causas ligadas a distúrbios endocrinológicos, o procedimento cirúrgico será indicado com os seguintes objetivos:

  • Diminuir a quantidade de gordura;
  • Diminuir a quantidade de glândula;
  • Oferecer um melhor contorno corporal ao paciente.

Perguntas Frequentes


Pré-Operatório
Todos os exames pré-operatórios deverão ser realizados conforme a indicação de cada paciente. Existem medicações, como anticoagulantes, que devem ser suspensas. O jejum deve ser de no mínimo oito horas antes da cirurgia.
Pós-Operatório
No pós-operatório deverá ser respeitado repouso relativo. Durante este período, o paciente deverá tomar os seguintes cuidados:
  • Usar a cinta por no mínimo 30 dias;
  • Não carregar peso por 30 dias;
  • Não elevar o braço por 15 dias.
Quais são as indicações?
A cirurgia de Ginecomastia é indicada nos casos de aumento das mamas masculinas sem regressão após a puberdade. Também se indica a cirurgia de Ginecomastia nos casos em que os distúrbios psicossociais são graves, levando a piora grande da qualidade de vida. Entretanto, as causas endocrinológicas deverão ser afastadas antes do procedimento cirúrgico.
Como é realizada a cirurgia?
Nos casos em que há predominância de glândula mamária, esse excesso é retirado cirurgicamente, geralmente por pequenas incisões nas aréolas. Nos casos em que há grande quantidade de gordura, uma Lipoaspiração será a solução. Os tratamentos poderão ser associados para oferecer melhores resultados. Nos casos em que as mamas são grandes e há excesso de pele, uma cirurgia mais ampla será necessária.
Como são as cicatrizes da cirurgia de Ginecomastia?
As cicatrizes vão depender do grau de Ginecomastia apresentado. Nos casos em que há só gordura, as pequenas incisões de lipoaspiração serão suficientes. Nos casos em que há excesso de tecido glandular sem excesso de pele, uma pequena incisão nas aréolas é indicada. Já os casos em que há excesso de pele vão gerar cicatrizes mais amplas, geralmente ao redor das aréolas ou em forma de âncora.