Toda cirurgia plástica que transforma e modifica o formato das mamas é considerada mamoplastia. Ela pode aumentar, diminuir ou, até mesmo, alterar a aparência dos seios.

A cirurgia de mamoplastia está entre os procedimentos mais comuns no Brasil. É indicada tanto para pessoas que querem mamas mais proporcionais e harmônicas, quanto para aquelas que sofrem, por exemplo, com problemas na coluna causados pelo peso de seios desproporcionalmente grandes.

Tipos de mamoplastia

Mamoplastia de aumento

A colocação de próteses de silicone lidera a lista na preferência das mulheres brasileiras. A incisão pode ser no sulco mamário, aréola ou axila. Pode ser colocado sob ou sobre o músculo e varia de acordo com o tipo de mama da paciente.

Mamoplastia redutora

A cirurgia é indicada para mamas volumosas, desproporcionais, que devido ao peso causam desconforto e dor na coluna, e flácidas. A técnica remove o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o corpo da paciente.

Mamoplastia reparadora

A cirurgia corrige a diferença em tamanhos, formatos ou posição das mamas e aréolas, mas o processo do procedimento irá depender da necessidade e do caso de cada paciente.

Reconstrução da mama

É indicada para dar uma melhor aparência aos seios que passaram por redução devido a casos de câncer, ou que possuem má formação. Em muitos casos é necessário remover tecido de outras regiões do corpo (como costas, abdômen) para se reconstruir a mama.

Mastopexia ou Lifting de mamas

É a técnica que levanta o tecido de mamas caídas, e geralmente está associada também à flacidez. Nesta cirurgia o cirurgião levanta a mama, removendo todo o excesso de pele e comprimindo o tecido. É comum realizar esta cirurgia simultaneamente à mamoplastia de aumento ou redução, de acordo com cada caso.

Enxertia nas mamas

A técnica consiste no uso de gordura da própria paciente para preencher regiões, o que incluir as mamas, mas não somente elas. Ela pode ser usada sozinha ou como um recurso auxiliar para melhorar a estética final das mamas após uma intervenção cirúrgica.

Para saber qual a técnica mais indicada para o seu caso, é fundamental conversar com um cirurgião de confiança. Qualquer tipo de mamoplastia precisa de repouso e recomendações para que o resultado final seja o melhor possível.

O pós-operatório da mamoplastia depende muito da técnica. No caso da mamoplastia de aumento com colocação de prótese de silicone, são aproximadamente 15 dias. Nas outras técnicas são de 30 a 90 dias, com algumas restrições.

Para ver mais conteúdos como esse, continue acompanhando meu blog e me siga nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *