Conheça os tipos de lipoaspiração

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico que remove depósitos de gordura localizados sob a pele através de pequenas incisões, usando um tubo oco de aço inoxidável (cânula), com a assistência de um vácuo. O procedimento pode ser realizada em diversas áreas do corpo como:

  • Coxas
  • Quadris e nádegas
  • Abdômen e cintura
  • Braços
  • Costas
  • Face interna dos joelhos
  • Peito
  • Queixo e pescoço
  • Panturrilhas.

Tipos de Lipoaspiração

Lipoescultura

A lipoescultura consiste em usar – após o devido tratamento – a gordura retirada do seu próprio corpo em uma lipoaspiração para preencher outras áreas visando uma melhora do contorno corporal. A gordura retirada do seu corpo é tratada, limpa e usada como enxerto em outras partes do corpo que precisam de ganhar volume, como bumbum, coxas e seios. Os resultados são muito naturais e as chances de complicação por rejeição do organismo tendem a zero, uma vez que o material é proveniente do próprio corpo do paciente.

Vibrolipoaspiração

O procedimento também é indicado para quem deseja eliminar a gordura localizada e redefinir o contorno da cintura, mas é menos invasivo que a lipoaspiração tradicional. O cirurgião plástico injeta soro fisiológico e adrenalina no local necessário e com auxílio de cânulas finas, a gordura é retirada. Durante esse processo, os tubos vibram e por isso, o médico não precisa de força, já que apenas direciona o movimento.

Lipoaspiração a Laser

Antes de usar os tubos e fazer as incisões, o cirurgião insere o laser na região e queima a gordura. O procedimento também é indicado para flacidez.

Minilipo, Lipo Light ou Hidrolipo

São realizadas de forma semelhante a lipoaspiração tradicional. A diferença é que elas não exigem internação, são menos doloridas e deixam menos hematomas.

Lipo LAD ou Lipo HD

A lipo de alta definição é uma técnica que simula os sulcos naturais da musculatura abdominal através da retirada de gordura, promovendo um resultado mais atlético, priorizando os contornos corporais e valorizando as formas.

A cirurgia é indicada para pessoas que já estão acostumadas a uma rotina de treinos e possuem pouca gordura localizada, já que, por segurança, o limite de retirada precisa estar entre 5% e 7% do peso corporal do paciente.

Cuidados no pós-operatório

No pós operatório deverá ser respeitado o repouso relativo. É importante não ficar em repouso absoluto, realizando pequenas caminhadas a cada 2 horas. O paciente deverá:

  • Usar as medicações anticoagulantes, quando indicadas
  • Usar a cinta cirúrgica por, no mínimo, 30 dias
  • Iniciar drenagem linfática alguns dias após o procedimento
  • Não tomar sol por, no mínimo, 2 meses
  • Não carregar peso por 15 dias
  • Não realizar atividades físicas por, no mínimo, 15 dias.

Gostou do post de hoje? Continue acompanhando meu blog e me siga no Instagram para saber tudo sobre saúde e estética. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *