MITOS E CURIOSIDADES SOBRE A CIRURGIA PLÁSTICA

Você vai ou pretende passar por uma cirurgia plástica? Então não pode perder os mitos, as dicas e as curiosidades que eu listei abaixo!

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA UMA CIRURGIA?

A ideia de passar uma cirurgia plástica e realizar um grande sonho pode ser muito emocionante. Além disso, toda cirurgia gera estresse, em maior ou menor grau, e isso pode ter consequências diretas no procedimento. Saiba o que pode acontecer se você não estiver emocionalmente estável e preparado para esse momento!

  • Há déficit da defesa do corpo e a cicatrização pode não ser satisfatória.
  • O paciente fica mais suscetível à dor e com o sono instável, atrapalhando a recuperação.
  • É mais comum desenvolver problemas gastrointestinais durante o pós-operatório.
  • O paciente não tem noção dos reais resultados a serem atingidos e espera que outros problemas da vida sejam resolvidos por meio do procedimento.

Algumas dicas podem te ajudar com essa questão, como:

  • Escolha um médico confiável e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Converse muito com o seu médico e tire todas as dúvidas, inclusive as que você achar “bobas”.
  • Faça todos os exames solicitados para ter certeza de que a saúde física está apta para a realização do procedimento.

QUANDO NÃO REALIZAR UMA CIRURGIA PLÁSTICA

A cirurgia plástica é uma das cirurgias mais seguras que existem. Isso porque ela não precisa ser feita com urgência. Ainda assim, existem situações que configuram contraindicações. Conheça algumas!

  • Problemas de coagulação.
  • Infecção de qualquer área vigente no dia da cirurgia.
  • Problemas de coração, pulmão, fígado ou em outros órgãos nobres.
  • Quando a expectativa do paciente é irreal, tornando impossível atingir o resultado esperado.

Diabetes, lúpus, uso de determinados medicamentos, gravidez, período pós-parto, transtornos psicológicos – tais como depressão e bipolaridade – e a faixa etária do paciente são situações que deverão ser cuidadosamente analisadas, caso a caso, pelo cirurgião plástico.

CURIOSIDADE SOBRE A LIPOASPIRAÇÃO

Que a lipoaspiração é um dos maiores sucessos da cirurgia plástica, no Brasil e no mundo, todos já sabemos. Mas, você sabe como essa técnica foi inventada? Pasme, mas o que motivou a realização do sonho de milhares de pessoas foi uma história de amor!

Em 1977, o cirurgião francês Yves Gerard Illouz decidiu resolver o problema da namorada – uma atriz famosa cujo nome ele nunca revelou – que não podia usar decote nas costas, devido ao volume causado por um lipoma (tumor benigno formado por células gordurosas). Entretanto, a cirurgia tradicional resultaria em uma cicatriz enorme nas costas, o que continuaria a impedindo de usar decote.

O médico, então, teve a ideia que colocar uma cânula ligada a um aparelho de aspirar para resolver o problema, sem deixar marcas.

No Brasil, a primeira lipoaspiração aconteceu há 25 anos. Hoje, são mais de 300 mil procedimentos desse realizados todo ano.

POSSO OPERAR NO VERÃO?

Claro que sim!

Aliás, operar durante o verão tem os seus benefícios:

  • Aproveitar o período de férias e ter mais tempo de repouso durante o pós-operatório.
  • Maior disponibilidade na agenda do cirurgião.
  • Poder contar com o 13º salário para o investimento.
  • O verão pede alimentos mais leves e refrescantes. Então, é mais fácil seguir uma alimentação saudável e balanceada.

PÓS-OPERATÓRIO E CALOR

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, não existe contraindicação em operar no verão, desde que sejam tomados alguns cuidados adicionais em relação ao sol e ao calor. Confira!

  • Drenagem linfática: o procedimento é importante para eliminar o excesso de líquido. Além disso, acelera o processo de recuperação e potencializa os resultados.
  • Evitar locais quentes, pois eles aumentam os edemas e inchaços.
  • Não se expor diretamente ao sol durante os 30 primeiros dias em nenhuma circunstância, pois isso estimula a produção de melanina que poderá depositar-se na cicatriz, tornando-a escura.
  • O uso de filtro solar com FPS 60 em regiões operadas é altamente recomendável, além do uso de bonés e chapéus no caso de cirurgias na face.
  • Em cirurgias maiores, como a lipoaspiração, a desidratação é um fator importante a ser prevenido. É necessário ingerir mais de três litros de água por dia nos primeiros dias.
  • Apesar do calor, é de extrema importância o uso da cinta, quando o procedimento exigir, para evitar inchaço excessivo e fibrose.

OPERAR DEPOIS DOS 50

Uma das principais dúvidas das minhas pacientes com mais de 50 anos é se é possível realizar mais de um procedimento na mesma cirurgia.

Tudo vai depender da sua condição clínica. Se respeitados alguns limites para garantir a sua segurança, não vejo problemas em realizar procedimentos combinados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *