O SUCESSO DA SUA CIRURGIA TAMBÉM DEPENDE DE VOCÊ!

O cirurgião plástico e a operação não são os únicos responsáveis pelo sucesso de uma cirurgia plástica. Há diversos fatores que, se forem seguidos à risca pelo paciente, podem garantir o melhor resultado e evitar o surgimento de possíveis complicações. Confira!

• Não fume!

• Faça a higiene corporal, antes e depois do procedimento, conforme orientado pelo médico e com os produtos indicados por ele.

• Siga todas as orientações passadas pela equipe médica.

• Realize Drenagem Linfática caso seja necessário.

• Use uma cinta ou malha compressiva.

• Evite movimentos bruscos e carregar peso.

• Evite tomar sol.

• Mantenha uma alimentação saudável.

• Beba muita água!

EM QUANTO TEMPO O SILICONE CHEGA NO LUGAR?

A mamoplastia de aumento é o sonho de muitas mulheres e, por isso, uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo. Só que, após decidir passar pelo procedimento, o desejo é sair da mesa de operação completamente pronta para desfilar os novos seios por aí. E não é bem assim… Mas em quanto tempo as próteses se acomodam, doutor?

A resposta pode ser um pouco frustrante, mas a verdade é que isso varia de acordo com a paciente, já que cada organismo é único. No geral, o inchaço é comum nos 30 primeiros dias e a mama assume um formato natural dentro de seis meses. É importante comparecer a todas as consultas após a operação para que o médico avalie a sua recuperação e oriente quanto ao uso de acessórios, dentre eles o sutiã cirúrgico e a faixa mamária.

SOL PÓS-ABDOMINOPLASTIA

Se expor ao sol após um procedimento cirúrgico pode trazer sérias consequências para a cicatriz. E isso acontece mesmo se você não tomar sol diretamente na cicatriz, já que a produção de melanina acontecerá no corpo inteiro. Por isso, após uma abdominoplastia, a indicação é ficar um ano sem tomar sol.

Sabendo disso, o ideal é que você converse com o seu cirurgião sobre o tempo de recuperação e, depois disso, programe a sua cirurgia respeitando o período necessário de pós-operatório.

DIMINUA O SAL APÓS A CIRURGIA

Manter uma alimentação saudável é fundamental para a recuperação de uma cirurgia plástica. O sódio (um dos componentes do sal), por exemplo, é um dos responsáveis pela retenção de líquidos e pode contribuir para manter o inchaço, comum no pós-operatório de um procedimento cirúrgico.

Além disso, o excesso de sal pode afetar o processo de cicatrização, desfavorecendo o sistema imunológico.

COMO ESCOLHER O MELHOR CIRURGIÃO

• Pela sua segurança, é fundamental que os procedimentos de Cirurgia Plástica sejam realizados por cirurgiões plásticos. E, mais que isso, que eles sejam especializados no procedimento que você quer realizar. Faça essa consulta no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Consulte o currículo do seu cirurgião e descubra há quanto tempo ele atua na profissão, há quanto tempo realiza o procedimento que você quer fazer e quais especializações ele fez nessa área.

• Pesquise no Google e nas redes sociais o que dizem sobre o seu médico e o testemunho de outros pacientes. Mesmo descontando possíveis haters ou reviews falsos, a maior parte das informações é verdadeira.

• Agende uma consulta. Perceba a empatia com o médico, observe a forma que ele te trata desde o início, converse sobre as suas expectativas e também os riscos da cirurgia, peça para ver fotos de outras pacientes que passaram pelo mesmo procedimento que te interessa e conheça a estrutura da clínica e o que ela oferece aos seus pacientes.

• Por fim, escolha o profissional que lhe transmitir a confiança necessária para realizar o seu sonho.

QUANDO A PLÁSTICA É RECOMENDADA

A gente sabe o valor da beleza interior e que nos sentirmos bem conosco, por dentro, é o que realmente importa. Mas, às vezes, algo do lado de fora não nos agrada, afeta a nossa autoestima e abala o nosso bem-estar. É justamente em situações como essa que a cirurgia plástica é recomendada. Confira as principais indicações desses procedimentos!

• Quando a cirurgia tem o objetivo de reparação. É o caso da correção de cicatrizes, como as de corte ou queimaduras; após a retirada das mamas por conta do câncer; ou para retirar o excesso de pele depois de um grande emagrecimento, como ocorre após a bariátrica.

• Quando ela visa o bem-estar físico. É o caso da rinoplastia que, além do objetivo estético, também pode corrigir o desvio de septo e melhorar a respiração.

• Quando o problema em questão torna o paciente alvo de bullying. É o caso da otoplastia, que corrige as “orelhas de abano”.

• Quando a cirurgia visa o bem-estar emocional e o aumento da autoestima do paciente.

• Quando o paciente tem consciência dos reais resultados da cirurgia plástica e que ela não vai resolver problemas sociais e de relacionamento.

ALIMENTOS CICATRIZANTES

Nem só de remédios e repouso vive um pós-operatório. Uma das melhores maneiras de acelerar o processo cicatrizante do tecido é através da alimentação. Conheça os alimentos que cumprem esse papel com maestria!

• Carnes magras e laticínios: a proteína atua na formação de um novo tecido para fechar a ferida aberta durante a cirurgia.

• Nozes, abacate, azeite e peixes: ótimas fontes de gorduras boas, que combatem as inflamações.

• Frutas cítricas (kiwi, acerola, goiaba, laranja e abacaxi): ótimas fontes de vitamina C.

• Brócolis e Espinafre: riquíssimos em antioxidantes e compostos anti-inflamatórios.

• Fígado e ovos: fonte de ferro, o mineral que atua no transporte de nutrientes.

• Sementes (girassol, abóbora, avelãs e amendoim): ricas fontes de vitamina E.

• Arroz integral: não só fornece energia como uma série de outros nutrientes.

• Frutas Vermelhas (morango, blueberry, amora e framboesa): ricas em flavonoides, antioxidantes naturais que protegem a parede dos vasos sanguíneos e combatem o processo inflamatório.

POR QUANTO TEMPO DEVO FAZER A DRENAGEM?

Todo paciente, ao ser submetido a uma cirurgia plástica, sofre uma série de lesões em seus tecidos. Após a operação, aparecem o inchaço, as manchas e a fibrose. Para amenizar esses sintomas a drenagem linfática é fundamental.

São necessárias, no mínimo, 10 sessões de drenagem, até porque os benefícios só costumam aparecer a partir da 5ª sessão. Mas esse número pode aumentar de acordo com a velocidade de recuperação da paciente, afinal, cada organismo responde no seu próprio tempo.

E lembre-se: a drenagem só pode ser iniciada após a liberação do cirurgião plástico e precisa ser feita por um profissional capacitado.

QUANDO NÃO REALIZAR UMA CIRURGIA PLÁSTICA

• Problemas de coagulação.

• Infecção de qualquer área vigente no dia da cirurgia.

• Problemas de coração, pulmão, fígado ou em outros órgãos nobres.

• Quando a expectativa do paciente é irreal, tornando impossível atingir o resultado esperado.

✳ Diabetes, lúpus, uso de determinados medicamentos, gravidez, período pós-parto, transtornos psicológicos – tais como depressão e bipolaridade – e a faixa etária do paciente são situações que deverão ser cuidadosamente analisadas, caso a caso, pelo cirurgião plástico.

FIBROSE: A VILÃ DA CICATRIZAÇÃO

As fibroses são cicatrizes que se formam internamente depois de uma cirurgia plástica, principalmente a lipoaspiração.

A fibrose é uma complicação quando se apresenta em tamanhos maiores e em maior quantidade, resultando em irregularidades na pele, endurecimento, desconforto e/ou dor.

Como evitar a fibrose?

• Drenagem linfática.

• Ultrassom.

• Uso correto das cintas modeladoras.

• Evitar esforço físico.

COMO CUIDAR DOS SEUS PONTOS?

• Não toque na ferida sem lavar as mãos.

• Lave com água e sabão neutro.

• Use gazes estéreis na hora de lavar.

• Evite deixar o corte sem curativo.

• Não faça esforço acima do recomendado.

• Não comprima o local com roupas apertadas.

REMÉDIOS NO PÓS-OPERATÓRIO

Após uma cirurgia plástica, é comum haver dor e incômodo no local que foi operado. Por isso, o médico pode recomendar o uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, que ajudam a controlar a dor e o inchaço local.

O tipo de remédio, seja mais leve ou mais potente, varia de acordo com o tamanho da cirurgia e a intensidade da dor que cada pessoa pode apresentar.

Entretanto, caso a dor seja muito intensa ou não melhore com os medicamentos, é importante ir ao médico para que novas avaliações ou exames sejam feitos.

Vale lembrar que o medicamento é uma faca de dois gumes, portanto, NUNCA se automedique! Um remédio errado pode prejudicar o seu quando, ao invés de ajudar, ou mascarar uma situação que deve ser avaliada pelo cirurgião plástico.

NADA DE LEVANTAR O BRAÇO, HEIN?!

Não levantar os braços é uma das principais recomendações após a mamoplastia.

Isso é necessário porque, no pós-operatório, o organismo está formando a cápsula que isola e protege a prótese, e a incisão que está com pontos precisa do repouso para uma melhor cicatrização.

Portanto, movimentar demais os braços pode:

• Facilitar o deslocamento das próteses.

• Aumentar o risco do surgimento de seromas.

• Aumentar as chances de ter uma cicatriz escura e espessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *